Este Blog é sobre Poemas,Livros,Crônicas,Músicas,Programação Televisiva e Espiritualidade.

I
DA PALAVRA
 Faca e agulha e lâmina e navalha, a palavra é vertigem na beira do abismo.
Necessário devassá-la
como pés descalços pisam pedras, pois a palavra é inexata como as paixões sem freio e busca ser precisa como as fases da lua.

Debruar o tronco dos vocábulos com a simplicidade de um pavão sem plumas, pois a geografia do sentido é um percurso de labirintos onde há serpentes à espreita.
Submeter o significado ao toque sutil da leitura em braile num corpo sedento de sensações.
Palavra: Febre encantada no sabor da verve.

II
DA PAIXÃO

Ardil e arapuca e armadilha e cilada, a paixão é miragem aos pés do vulcão.
Necessário arrefecê-la como homens fortes domam feras, pois a paixão é predadora como os corsários e precisa ser generosa como os anjos.
Singrar o dorso dos impulsos com o cuidado de um equilibrista cego, pois a ciência do sentimento é um trajeto de trapézios onde não há redes de proteção.
Silenciar o ímpeto
ao truque orgásmico do gesto íntimo com a naturalidade de um eunuco.

Paixão: Fogo atilado no tremor da vida.

III
DA POESIA

Teia e trama e trilha e tessitura, a poesia é drenagem no ventre da alma.
Necessário decifrá-la como dedos suaves tocam lábios, pois a poesia é enigmática como as sombras e urge ser despojada como as brisas.
Degustar a pele das imagens com a soberania de um centauro augusto, pois a filosofia da emoção é um roteiro de mosaicos
onde há desníveis à espera.
Sacrificar o símbolo à tecla tesa do ardor semântico num verso íntegro de vibrações.
Poesia: Feto gerado no bolor da virgem.


Maria Elizabeth Candio (Refeito em 19/01/2001)

Anúncios

Comentários em: "Receituário de Poesia ou Sintagma da Paixão pela Palavra" (4)

  1. Sueli Penha disse:

    Maravilhoso! É o tipo de poesia que leio hoje já sabendo que terei vontade de ler de novo outro dia …e outro…e outro…Parabéns!!!

    • Obrigada,amiga querida!
      Sempre carinhosa e atenciosa!
      Em breve,sairá meu novo livro com poemas como este (vencedor do prêmio Escriba de 2004).

      Beijocas mil,

      Beth Candio

  2. parabéns pelo blog Betinha, muito bom!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: